quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

lancôme

Não tive escolha. Ela tinha os braços compridos, soltos no corpo. Como a outra.
Uma bolsa hype. Como ela. Não tive escolha, aquela maquiagem lisérgica.
Chamando o olho.
- Por que você olha tanto para mim ?
- Porque não dá para não olhar.
( como ela )
o equívoco na minha atuação física. Você. Tão bonita.
Tenho vinho. Tenho coragem. Tenho boca.
Tenho pena de mim, vendo você até nas interessantes.

Um comentário:

noelle disse...

eu olho. impossivel nao olhar.